Etapa Mongaguá  HANG LOOSE SURF ATTACK 2023

Etapa Mongaguá HANG LOOSE SURF ATTACK 2023

 

A 35ª edição consecutiva do Hang Loose Surf Attack teve início em grande estilo, nas ondas do tradicional Pier de Mongaguá, definindo os campeões paulistas de base e consolidando sua reputação como referência tanto em São Paulo quanto em todo o Brasil na revelação e formação de novos talentos para o surf brasileiro. Durante três dias de evento, altas ondas foram o cenário das emocionantes disputas nas categorias Sub 12, 14, 16 e 18 Masculino e Feminino.

“Com o Hang Loose Surf Attack 2023, demos o pontapé inicial. Mongaguá, mais uma vez, nos surpreendeu com altas ondas, sol e a presença do talento desta nova geração do surf. Gostaria de expressar meus agradecimentos a todos os apoiadores, patrocinadores, à Prefeitura Municipal e ao presidente da Associação de Surf de Mongaguá, que trabalharam arduamente para garantir o sucesso deste evento”, declarou Zé Paulo, presidente da Federação de Surf do Estado de São Paulo.

 

 

A surfista praiagrandense Carol Bastides, bicampeã paulista (2021 e 2022), atual campeã brasileira e vencedora da primeira etapa do Circuito Estudantil 2023, brilhou na abertura do Hang Loose Surf Attack 2023, conquistando vitórias nas categorias Sub 12, 14 e 16. Carinhosamente apelidada de “tríplice Carol” pelo Tour Manager da SPSurf, Marcos Bukão, por ter vencido três finais nesta etapa inaugural, Carol saiu na frente de suas adversárias e, se continuar nesse ritmo, pode fazer história neste circuito que celebra 35 anos de existência. “Estou muito feliz por ter vencido nas três categorias. Agora, é treinar muito para as próximas etapas, mal posso esperar para competir na Sub 18”, expressou a jovem surfista.

 

 

Na categoria Sub 12 Masculino, Praia Grande subiu ao pódio mais uma vez com Vini Palma, atual campeão estadual da categoria. Demonstrando determinação em sua busca pelo título deste ano, Palma conquistou a vitória na bateria final de forma magistral, deixando seus adversários sem chances de reação. “Estou extremamente feliz por ter vencido a primeira etapa de abertura do Hang Loose Surf Attack em Mongaguá, que proporcionou altas ondas. É isso aí, vamos para a próxima!”, comentou entusiasmado o surfista.

Calebe Simões, de Caraguatatuba, garantiu 1000 pontos ao vencer na categoria Sub 14, posicionando-se de maneira mais tranquila para a próxima etapa. “Só tenho a agradecer a Deus e à minha família. Estou muito feliz por ter vencido e espero manter o ritmo de vitória nas próximas etapas.” Atualmente, o jovem ocupa a 10ª colocação no ranking Sub 14 da SPSurf.

A categoria Sub 16 Masculino foi conquistada pelo atual campeão estadual, Matheus Neves, que teve que demonstrar todo o seu talento em uma disputa acirrada para manter a liderança nesta primeira etapa do circuito mais cobiçado pelos surfistas de base do Brasil. “Foi uma final muito disputada, com condições de mar difíceis, mas consegui alcançar meu objetivo. Gostaria de agradecer aos meus amigos e à minha mãe, que sempre me incentivam”, compartilhou Neves.

 

 

Sol Carrion, mais uma vez, deixou sua marca no Hang Loose Surf Attack ao vencer a primeira etapa do circuito na categoria Sub 18, da qual é a atual campeã estadual. “Estou aqui novamente e consegui vencer. Estou muito feliz por conquistar esta etapa do paulista amador, e isso é mais um incentivo para as próximas”, revelou a atleta que, em 2022, tornou-se a primeira mulher a conquistar o inédito título profissional feminino paulista.
A última bateria do dia, na categoria Sub 18 Masculino, ficou para Lukas Camargo, também da Praia Grande. Camargo, que conquistou a quarta colocação na primeira etapa do brasileiro de surf na categoria Sub 16 e venceu o Open do Quissamã Pro AM 2023, circuito de abertura do estadual do Rio de Janeiro, mantém-se confiante e almeja melhores resultados em relação a 2022. “Estou contente com a vitória, agora é focar nas próximas etapas”, afirmou o jovem, que também foi o vencedor do Manga Wax Air Show, a competição de maiores aéreos, faturando o prêmio de R$ 500.
Hang Loose Surf Attack 2023 Mongaguá

O título de melhor manobra entre as mulheres, o Manga Wax Girls Best Trick, foi conquistado por Natália Gerena, atual campeã estadual paulista Sub 14, de Ilha Comprida. Natália também levou para casa o prêmio de R$ 500.
Além disso, o evento concedeu o prêmio The One Best Performance para os competidores com as maiores pontuações tanto no masculino quanto no feminino. Gabriela Cury, de Ubatuba, com 13,25 pontos, e Matheus Neves, de São Sebastião, com 15,25 pontos, foram os vencedores, recebendo R$ 500 cada um.
Em reconhecimento ao desempenho dos campeões desta primeira etapa, a Waves Now, parceira do Hang Loose Surf Attack, presenteará cada um deles com um plano anual gratuito, permitindo que os entusiastas do surf acompanhem em tempo real as condições das ondas em vários locais do Brasil.
Com os resultados desta etapa inicial, Praia Grande assume a liderança na disputa pelo título de cidades do Hang Loose Surf Attack 2023.
Para Luis Gansinho, presidente da Associação de Surf Pier de Mongaguá, o surfe do município está orgulhoso por sediar mais uma vez a etapa do Hang Loose Surf Attack. “A comunidade de surf da cidade tem orgulho de fazer parte deste circuito pelo segundo ano consecutivo. Ele é uma referência mundial e já revelou ótimos surfistas”, ressaltou Gansinho.

 

Voltar para o blog